Stranglers: No More Heroes Anymore


Pretendo publicar no blog, quando em vez, algumas bandas que gosto muito. Para início falo dos Stranglers de Guilford, Inglaterra, 1974. Hugh Cornwell (guitarra/voz), Jean Jacques Burnel (baixo), Jet Black(bateria) e David Greenfield (teclados) os componentes originais.

A banda peregrinava nos pubs londrinos, em 1976 acharam guarida no movimento punk, inclusive fazendo shows com Patty Smith e Ramones em Londres. O fato de saberem tocar, as influências de grupos dos anos 60 como The Doors, & the Mysterians que transparecia nos teclados, o baixo pesado de Burnell e as letras engajadas inspiradas no trotskismo e bastante sarcásticas davam uma personalidade aos Stranglers em relação à maioria das bandas punk.

Deslancharam em 1977 lançando dois albúns Rattus Norvegicus e No More Heores, com gigs cada vez mais disputadas e tournês pela Europa foram criando um público cativo. Em 1978 é a vez do experimental  Black and White que trouxe uma bela versão de Walk on By de Burt Bacharach, seguido, em 1979 de Live X Certs e The Raven.Em 1981 lançam The Gospel According to the Meninblack e La Folie, um albúm recheado de boas canções como Golden Brown e Pin Up.

Dos albúns acima saíram no Brasil à época: No More Heroes e Black and White, ninguém conseguia enquadrar os Stranglers nos rótulos costumeiros daquele momento. Banda punk, rock progressivo, rock pauleira, não comportavam o som deles, é engraçado lembrar desses discos rolando nos sebos de sampa, completamente ignorados.

La Folie ja aponta para uma guinada pop no som dos Stranglers que seria confirmada com a entrada deles na Epic em 1986 onde lançaram Dreamtime. Nesse albúm emplacaram o hit Always the Sun.

Em 1990 após o lançamento do albúm 10, Cornewell deixa os Stranglers e segue em carreira solo, lançando albúns interessantes como: Guilty (1997), First Bus to Babylon (1999).

Os Stranglers continuaram após a saída de Cornwell,  John Ellis, ex-Vibrators e também  Paul Roberts ingressaram, Ellis saiu em 2000, seu lugar foi preenchido por Baz Warne, com Roberts deixando o grupo em 2006.

Ouço a banda constantemente até hoje, com destaque para os discos No More Heroes e La Folie, diferentes entre si, mas que sintetizam a amplitude do som do grupo. Vale a pena conferir.

Para baixar: The Stranglers Greatest Hits 1977 – 1990

http://rapidshare.com/files/34676893/The_Stranglers-Greatest_Hits_1977-1990_.rar

Get a Grip On Yourself

Nice ‘n’ Sleazy (Live)


Anúncios
4 comentários
  1. Cássia disse:

    Olá Ricardo

    Passei para deixar um oi e dizer que seu blog é coisa muito fina.

  2. Ricardo Queiroz Pinheiro disse:

    opa Cassia,

    espero que visite sempre e deixe comentários, compartilhemos.

    abraços!

  3. sonia maglovsky disse:

    Ah! que legal eu fui correndo no youtube baixae alwais the sun.
    Eu gosto muito desta música, foi bo lembrar.
    bem legal
    beijos
    mana

  4. Liu Sai Yam disse:

    Está faltando só botar um clique, tipo “Recomendar a um amigo”.
    Pra mandar pra amigos, ué!
    Providencia aí.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: