Mico de Circo


Em cada momento, em cada época da vida temos discos que fazem nossa cabeça. Não tem muito a ver com as listas de críticos, com os discos antológicos que operam revoluções na história da música. São as tais revoluções intimas que podem se universalizar. Muitas vezes do nada acordamos e lá está o nosso disco preferido em alguma lista de outrem. Felizmente nessa área não há unanimidade.

Poderia falar de vários discos,  um em especial fez minha cabeça e me ocorreu agora. Na verdade eu demorei para tê-lo em vinil, tinha apenas uma fita cassete e mal gravada, por muitos anos essa foi a minha referência. Era época dos discos que saiam e sumiam, não tinha onde baixar, viravam raridade e dá-lhe especulação e preços proibitivos.

Trata-se de “Mico de Circo” do Luiz Melodia.

O disco começa com “A Voz Morro” de Zé Keti com arranjo da Orquestra Tabajara de Severino Araújo , Luiz que não queria ficar estereotipado como cantor de samba, exerce seu direito de gravar samba no melhor clima gafieira:

Eu sou o samba
A voz do Morro sou eu mesmo
Sim Senhor,
Quero mostrar ao mundo
Que tenho valor
Eu sou o rei dos Terreiros

Seguem músicas com arranjos e regências de Perinho Santana, João Donato, Armandinho, Marcio Montarroyos , Oberdan Magalhães (Banda Black Rio) time de bambas que deu bom caldo . Baladas, choros, samba-blues, não importa por onde anda o ritmo, a voz de Melodia esta lá, peculiar, soberana.

Gosto muito de Presente Cotidiano de versos:

Quem quer morrer de amor se engana
Momentos são momentos, drama
O corpo é natural da cama
Vou caminhar um pouco mais atrás da lua
Vou caminhar um pouco mais atrás da rua

O flagrante romântico e urbano de “Onde o Sol Bate e se Firma”:

Estou em torno da cidade
Trajes elegantes sobre mim
Vejo vitrines, vejo boutiques
Só não vejo quem eu quis
Os transeuntes me agitam
Me perco sobre a multidão
Mas vejo através das lentes negras
Lindo, teu corpo lindo
Serás amor minha canção


O samba-funk cheio de malandragem de” O Morro Não Engana “, alias o disco é uma homenagem aos marginais do morro (Cara de Cavalo, Mineirinho, Mico Sul e outros) que de alguma forma estava próximos ao menino criado no morro do Estácio:

Subi o morro, subi cansado
Pobre de mim, pobre de nada
Morro do medo
Morro do sono
Morro do sonho
Morro do asfalto
Morro do clima lá em cima
O morro é de morar

 

Ah, depois de um tempo consegui o vinil por uma grana em um sebo, daí veio o cd e acabou com esse elitismo de “coisa rara”.

Abaixo vou colocar trecho de uma entrevista que saiu no site www.gafieiras.com.br onde Melodia fala sobre o lançamento do disco:

Max Eluard – Fugiu mesmo?
Melodia – Saí batido. Fugi, em termos. Fui para um lugar onde eu estava bem acomodado com a Jane. Eu a conheci novinha, linda, maravilhosa, morenão, um cabelão. É ruim de não ficar lá! [risos] Foi quando escrevi todo o Mico de circo, um LP meu. Cheguei ao Rio e o concluí. Foi quando homenageei toda a bandidagem do Morro do São Carlos, de Mineirinho a Mico Sul, e acabou entrando Angela Maria, Jamelão. Eu queria somente homenagear a bandidagem, mas acabaram indo todos os bandidos. Foi toda a marginalidade. Inclusive, coloquei “Tributo a…”, aí comecei a escrever “Fulano de tal”, “Fulano de tal”, Cara de Cavalo. Tinha umas senhoras que me viram miudinho no Morro do São Carlos, e aí também pus o nome, Dona Moca, Dona Eurídice. Sabe, saí botando o nome de várias senhoras que moravam no morro. E com esse Mico de circo, “fugi” e voltei à liberdade. Estava liberto quando me encontrei com a Banda Black Rio. Chamei o Oberdan [n.e. Flautista e saxofonista, o maestro Oberdan Magalhães comandou a Banda Black Rio em três discos, Maria Fumaça, Gafieiras universal e Saci Pererê. A banda se desfez logo após sua morte, em 1984]. “É o seguinte: o disco já está em cima, é isso que eu quero.” Entramos no estúdio. Chamei o João Donato, que fez os arranjos também. Quem mais escreveu na época para mim? Perinho Santana.

Baixar:http://rapidshare.com/files/245610563/1978_-_Luiz_Melodia_-_Mico_de_Circo.rar

Anúncios
3 comentários
  1. Tadeu disse:

    Continuo com Trópico de Capricórnio a passos lentos, por passar boa parte do tempo deitado na cama, (nunca gostei tanto dela como agora).

    As vezes ainda levanto sobre ameaças de internação, mas a verdade é que parece que o cerco está se fechando, na verdade já se fechou e eu continuo aqui “de alegre”

    Abraço.
    Não consegui enviar por e – mail.

  2. mas as duas ultimas musicas sao boas… a ultima melhor. É minha opinião, claro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: