O Santo Sujo: modinhas, amigos e outros caprichos.


Estou lendo, e recomendo, o livro do jornalista Humberto Werneck:  O Santo Sujo – A vida de Jayme Ovalle (Ed. Cosac Naify), leitura fluente e agradável, lançado em agosto de 2008.

Paraense de nascimento, funcionário público, compositor bissexto, poeta sem obra impressa, mas antes de tudo uma figura carismática. Amigo de Manuel Bandeira, Mário de Andrade, Augusto Frederico Schmidt…entre tantos, Ovalle bagunça a lógica de todo catalogador que queira enquadrá-lo em uma área específica. Nesse caso pode-se usar o velho clichê de que ele fez de sua vida a própria obra.

O grande barato é correr atrás do lançamento na biblioteca pública (se não achar, exija a compra, direito e dever de cidadão), livrarias, onde puder. Para saber mais sobre o livro acesse:  http://www.cosacnaify.com.br/noticias/flip2008/osantosujo.asp.

Abaixo o violonista e professor norte-americano Douglas Nieldt executa uma das composições de Ovalle em parceria com Manuel Bandeira, a modinha Azulão, que foi gravada por Nara Leão.

Azulão

Vai, Azulão, Azulão
Companheiro, vai
Vai ver minha ingrata
Diz que sem ela o sertão
Não é mais sertão
Ai, voa Azulão
Vai contar, companheiro, vai

Ovalle com Otto Lara Resende e Vinicius de Moraes.

Da esquerda para direita: Ovalle com Otto Lara Resende e Vinícius de Moraes.

Anúncios
7 comentários
  1. brunomilagres disse:

    Por coinscidência tbm estou lendo este livro. Mt bom msm.
    []’s

  2. Ricardo Queiroz Pinheiro disse:

    Opa Bruno,

    saiu da toca?? Pois é, prazeirosa leitura.

  3. Carmem disse:

    Boa dica!
    Pena que o vídeo não está disponível.
    “Vai contar, companheiro, vai”…
    Abraço!

  4. pi morais disse:

    Já ouviu Azulão com a Inezita Barroso? … voz de trovão.

    Boa dica Klaxon
    Feliz Ano Novo.

    um beijo

  5. Tadeu disse:

    Essa ainda não é a minha “vibe”.

  6. Liu Sai Yam disse:

    Salve Ricardão!
    Grande lembrança (e chamada no saco nas bibliotecas).
    Ovalle é dos diminutivos que influenciaram Vinícius: uisquinho, sambinha, uisquinho, poeminha, musiquinha, uisquinho, papinho, prainha…
    Era Manuel Bandeira que dizia? “A especialidade de Jayme Ovalle é bater papo”, igual a grandes figuras da época, como Otto Lara, Antonio Maria, Stanislaw.

  7. Ricardo Queiroz Pinheiro disse:

    Isso aqui ta virando um verdadeiro papo de camaradas.

    Pi,

    ja ouvi sim com a Inezita, ela faz a modinha parecer heavy metal…rs

    Liu,

    eu não posso perder a oportunidade de falar de biblioteca, é um vício…abraços!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: