Entrevista com Patrícia Palumbo


Patrícia Palumbo é radialista, jornalista, nessa condição trata de assuntos como meio ambiente e música. Trabalhou na Rádio Cultura AM e atualmente produz e apresenta na Rádio Eldorado os programas Planeta Eldorado e Vozes do Brasil. Lançou um belo livro de entrevistas chamado Vozes do Brasil (DBA – 2002), com gente da música brasileira e que esta no segundo volume. Confira mais do trabalho da moça em:
http://www.vozesdobrasil.com.br/2006/home3.html e http://www.patriciapalumbo.com.br/

Patrícia concedeu, por email, essa entrevista ao Klaxonsbc:

cnt_ext_121785

K- Como esta dito na intro do seu sitio, Palumbo lembra pomba e você é uma pomba que já voou em diversos lugares da música, conte um pouco dessas trajetórias.

P – Esse texto da introdução do site é do Tom Zé e foi escrito pra apresentação do meu primeiro livro de entrevistas, o Vozes do Brasil Vol1, que lancei em 2002. Ele fez essa relação entre o significado do meu nome e a minha atuação na música, o que me deixou muito feliz. Eu comecei a trabalhar com rádio com 18 anos, estudante de comunicação, numa emissora que até hoje só toca música brasileira: Rádio Cultura AM. Desde então eu me dedico a esse oficio de escutar música profissionalmente e selecionar, seja pra tocar no rádio ou para shows, projetos, trilhas sonoras etc. Junto à isso fui me aprimorando na arte da entrevista, no repertório pra uma boa conversa, na edição, no timing. Hoje faço curadoria pra festivais e para projetos como o Prata da Casa no sesc Pompéia, apresento um programa de tv sobre música instrumental no Sesc TV, outro sobre música brasileira na TV Brasil, o Conversa Afinada, além do Vozes do Brasil que já tem 10 anos no ar e que hoje vai ra 4 emissoras no país e também está acessível pela internet (www.territorioeldorado.com.br ou http://www.vozesdobrasil.com.br). Com Tom Zé tive uma experiência muito bacana no ano passado que foi escolher as vozes femininas pro disco Estudando a Bossa. Foram 13 cantoras muito diferentes entre si como Fernanda Takai, Zélia Duncan, Anelis Assumpção, Fabiana Cozza e Andreia Dias, por exemplo, que fizeram duetos com ele nesse trabalho.

K – Fale sobre a sua experiência em rádio, ainda cabe música em rádio hoje em dia?

P – Eu amo fazer rádio. É quase um vício selecionar músicas, comenta-las e colocar isso no ar pra milhares de pessoas direto da tranquilidade de um pequeno estúdio ou até mesmo de dentro de casa. A música ainda faz parte do rádio, o que acontece é que com os novos suportes tão acessíveis, o veiculo perde espaço como o lugar do lançamento, do inédito, do exclusivo. Há exceções e eu incluo meu trabalho nisso, na exceção.

K – Você tem um belo livro de entrevistas, qual a entrevista que nunca sairá da sua memória?

P – A primeira do primeiro livro, com Zélia Duncan, foi uma entrevista marcante justamente por abrir os trabalhos mostrar que seria possível e que seria bom. A última desse mesmo volume com Cássia Eller, pouco ants de sua morte, foi emocionante, delicada e bem humorada ao mesmo tempo. Arnaldo Antunes, Moska e Nando Reis foram instigantes, me deram o que pensar por meses. Itamar Assumpção ficou comigo por 5 horas falando coisas incríveis, me mostrando suas anotações… é difícil escolher uma só. São dois volumes já e eu admiro todos esses personagens.

K- Pode ser uma lista de coisas que devem ser ouvidas com urgência?

P – Tem que ouvir agora mesmo Karina Buhr! Uma jovem compositora e cantora pernambucana, percussionista, líder do Comadre Fulozinha e que agora está saindo em carreira solo. Um encanto. Canta bonito, escreve letras únicas, tem uma sonoridade incrível, nova, original. Leo Cavalcanti, Anelis Assumpção, Andreia Dias, Marcelo Jeneci, Stella Cassilatti, Barbara Eugênia, Claudia Dorei – jovens e intrigantes e ninguém tem disco ainda. Tem que ouvir nos shows ou no Vozes do Brasil.

K- Dois assuntos que te incomodam.

P – Os conflitos na faixa de Gaza e os desastres naturais como os incêndios nas chapadas do Brasil e na Austrália.

K- Fale o que quiser…

P – Compreensão é o meu mantra. Curiosidade e entendimento fazem do mundo um lugar melhor pra viver.

Valeu Patrícia!!

 

logo_vozespp

Anúncios
11 comentários
  1. Thomas disse:

    Caro Ricardo,

    Muito legal,mesmo não sendo minha praia ,frequentemente,cada dia mais gosto de tuas abordagens e admiro tua variedade,que ,afinal é o tempero da vida.

    Abçs,
    Thomas

  2. Tadeu disse:

    Muito boa entrevista. Parabéns.

  3. MILK disse:

    PARABENS!!!
    FICOU 10!
    ABRX

  4. Psico disse:

    Mr.Klaxon the master of know!!

    Whuuuuuuuuuu
    Sucesso!

    • Ricardo Queiroz Pinheiro disse:

      Ainda falo de um certo Enjoy…

  5. Muito legal … espero contar com você no boxabc.com.br, agora no mês de março.

    Abraço
    Rogério

    • Ricardo Queiroz Pinheiro disse:

      Café rapaz, urgente…

  6. Grande Klaxon, Grande Patrícia!

    Vamos em frente meus queridos, sempre abrindo novos caminhos para a circulação da arte necessária!

    Abraço grande,

    Ricardo

  7. Ricardo Queiroz Pinheiro disse:

    Ricardo Reston,

    como vai a grande Miscelania Vanguardiosa?? abraço camarada!

  8. Ivam disse:

    Ricado,
    Parabéns pela entrevista,precisamos dar mais espaço para o rádio,principalmente na faixa de AM.
    Tem muita coisa boa lá.Na eldorado FM tem o programa sala dos professores que é muito bom,por favor faça uma entrevista com eles.
    Um abraço,
    Ivam.

    • Ricardo Queiroz Pinheiro disse:

      ivam,

      mande sempre dicas….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: