Shipbuilding em dois tempos


Elvis Costello escreveu esta música em 1982 na Era Tatcher, em plena fervura da Guerra das Malvinas. A letra é do produtor e guitarrista Clive Langer. Crítico, ele fala da construção de navios para a guerra, que trazem a prosperidade e emprego, mas que levam os filhos da terra para a morte. A Guerra das Malvinas passou, com outros nomes a lógica continua a mesma. Soa ingênua a canção. Há mal em ser ingênuo?  Meses depois o cantor e compositor Robert Wyatt registrou a composição ainda inédita no álbum Nothing Can Stop Us, Wyatt um músico de causas (ingênuo neste tempo?) e velho comunista. Elvis Costello, enfim, gravou-a em 1983, com a singela e já frágil participação de Chet Baker no solo. Uma bela canção.

“With all the will in the world
Diving for dear life
When we could be diving for pearls”


Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: