A canção forte sem palavra … “Casa Forte” em quatro tempos.


A canção sem palavra. A palavra muitas vezes excede. Usamos palavras, herdamos palavras, franqueamos palavras. Elas tomam rumo incerto, viram palavras do outro, criam autonomia. Traem! A canção sem palavra abre-nos portas. A canção da palavra ausente, como ouvi um dia de alguém. Aquele minuto dentro da canção esperando a palavra que não vem. Pode ser alívio, dar espaço para a melodia que voa sozinha. A canção sobrevive sem palavra. A canção pode ser forte apenas com vocalises, sem claras palavras. A canção pode ser forte sem… Casa Forte em quatro tempos.

Anúncios
5 comentários
  1. luzete disse:

    que boa lembrança, ricardo.
    e foi bom demais lembrar que música é uma outra espécie de palavra que se basta.
    e quanto tempo eu não te lia e aprendia com você.
    falta de cuidados da vida, desta vidinha que, às vezes, tem tanto de boba.

  2. José Ruy Rodrigues Correa disse:

    A inteligencia
    sonora, a serviço
    da sensibilidade.
    muito demais.

  3. Stefano disse:

    Porra, essa versão da Isabelle Aubret é espetacular! Difícil alguém fazer algo diferente e tão bom quanto o original.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: