“Ça plane pour moi” em cinco tempos.


De maneira divertida e ambígua o Plastic Bertrand (codinome do cantor, compositor e apresentador de tv belga, Roger Marie François Jouret), lançou “Ça Plane Por Moui no olho do furação punk 77. Dezenas de versões e releituras em francês e inglês (Jet Boy, Jet Girl), transformaram esta canção em um dos hinos da geração punk e seus congêneres. A ambiguidade da letra, uma ode à androgínia e às enrascadas sexuais/sentimentais, suas imagens surreais, flexíveis, permitiram a singularidade de cada versão.

Aqui em cinco tempos.

Anúncios
1 comentário
  1. Muito bom ouvir as cinco e comparar a do Damned parece ser a melhor embora o “huuuu huuuu” esteja preso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: