“Nos amamos no tempo de uma canção”.


Ne vous déplaise/En dansant la Javanaise/Nous nous aimions/Le temps d’une chanson 

Serge Gainsbourg 

Ver a cinebiografia de Gainsbourg só reafirma algo: a vida é impossível sem imaginação.

Serge Gainsbourg, cantor, compositor, símbolo regozijado e rejeitado da cultura francesa. O filme foi dirigido pelo quadrinista Joann Sfarr. Em meio aos créditos ele assume que ama tanto Serge que não poderia se restringir à realidade para retratá-lo.

Acertou na mosca.

Serge é um mito da cultura pop, ousou, chocou e, destacadamente, gerou belezas em sua trajetória.

Muitas vezes amado por motivos equivocados e preguiçosos, ele (des)equilibrou  sua história entre o peso de ser judeu na França tomada por nazistas, menino desajeitado e feio, junto à  busca estética que incluiu pinturas que se misturaram e se difundiram a canções inteligentes, sacadas ímpares, mulheres lindas e um senso de bom uso de imagem na selva da indústria de massas.

Com ironia, muita ironia.

Não devia ser fácil conviver com Gainsbourg.

Mulheres belas como Julliete Greco, Brigitte Bardot, Jane Birkin (mãe de Charlotte Gainsbourg) encantaram-se com a inusitada figura do bardo.  Fica tão fácil rotular, Serge, como o feioso que seduziu deusas que tudo soa clichê neste ponto.

Doses excessivas de álcool e muita fumaça de Gitanes foram os temperos usados.

Jorge Mautner já disse numa música que “belezas são coisas acesas por dentro”. Basta.

Comovem  as músicas pinçadas, como “La Javanaise”, “Bonny and Clyde”, “Requiem Pour Un Con”, a evidente ”Je T’aime …Moi Non Plus” que tirou Serge dos limites franceses.

Na certa o mais marcante do filme é o formato e o caminho escolhido por Sfarr. A liberdade que a cabeça de quadrinista deve emprestar a um filme que quer contar de forma onírica a história de alguém que não foi uma peça de engate da indústria, mas que determinou o próprio caminho.

É bem possível que saiamos do filme sabendo menos de Serge Gainsbourg do que quando entramos.

A vida dele não caberia numa história fechada e linear.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: