“At Last I Am Free”


“At last I am free
I can hardly see in front of me
I can hardly see in front of me”

Robert Wyatt

Há alguns anos conversando com um camarada, no meio de um discurso pesado,ele soltou essa: “a música suaviza tudo que quer me enfraquecer, as quedas…”.

Eu rebati a fala dizendo que aquilo daria letra de bolero e mudamos o rumo da conversa. Ironia fraternal.

As palavras mudam de lugar e algumas coisas passam a fazer sentido. Não é o caso de transformar a vida em ópera, mas a música diz as coisas mais cruéis de uma maneira, por vezes, suave, confortante.

Um música pode mudar o tom de um dia. Uma canção se desdobra para escrever em ironia, em lamento, em dança, em ode, em prece ( e lá vem a ópera de novo), em sussurro, as reviravoltas da vida.

O fim, o recomeço ou apenas a busca simples de algum alento. Em três tempos, a liberdade de dizer “já era” e sempre poder mudar.


Este post é uma homenagem ao velho comuna e mestre, Robert Wyatt.

Anúncios
1 comentário
  1. Ricardo,

    A música muda o rumo de qualquer polêmica, ela realmente suaviza, talvez mexa com algum lugar bem específico do cérebro, que desarma o mais exaltado, belas canções e achados como sempre,

    Arnobio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: