“Pasolini e os perigos da poesia”


Olho com olhos 
de imagem os que vão linchar-me. 

Pasolini

Ateu convicto, o cineasta e pensador Pier Paolo Pasolini, mergulhou profundamente na poesia para fazer em 1964 o filme “Evangelho Segundo São Mateus”. Ele mesmo afirmou que esse foi o seu único filme que se inscrevia naquilo que ele defendia como cinema de poesia.

Pasolini se embebedou na crença e na história cristã para entender poéticamente algo em que não acreditava.

As crenças e, sobretudo, as descrenças são passíveis de poesia, fazemos isso na política cotidiana, mergulhamos em algo em que não acreditamos para entender a sua trajetória, descontruir para extrair nossas verdadeiras crenças.

O grande perigo é quando nos perdemos no caminho e não concluímos nosso percurso poético, a paródia prevalece, mergulhamos na escuridão e há o perigo de jamais voltarmos.

pasolini-in-albania01

 

 

Anúncios
3 comentários
  1. Paulo Stockler disse:

    É por esse sentimento que vc saiu das redes? Saudade das tuas incursões por lá… Abraço!

    • camarada,

      saí das redes pra dar um respiro e priorizar outras coisas, fico satisfeito pela lembrança!! abraços!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: