“As faixas vermelhas do Haddad”


As faixas vermelhas de Haddad estão incomodando. São Paulo resiste às mudanças. As faixas vermelhas que são uma propaganda subliminar, sim, são propaganda. Elas propagam o egoísmo, a insensibilidade e o desejo paulistano (de uma parte considerável) de não mudar nada para continuar reclamando subjetivamente de tudo.

As faixas vermelhas de Haddad jogam para a calçada a hipocrisia de uma cidade que reclama da selvageria e não quer mover um dedo para entender seus próprios motivos. As faixas vermelhas de Haddad não são algo genial, nem solução para trânsito, nem a nova explicação para o velho congestionamento, elas apenas tentam movimentar um caos que parece intocável.

As faixas vermelhas do Haddad não inauguram nada de novo, realmente, não inauguram nada de novo numa cidade que insiste em reclamar de um passado que não entendeu, de um presente que rejeita e de um futuro acomodado em suspeição.

cicloviastoamaro1

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: