“A Carta de Princípios”


 

No dia 01 de maio de 1979 o Estadio de Vila Euclides em São Bernardo do Campo foi ocupado por milhares de trabalhadores para ouvir as palavras do Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, Luis Ignácio da Silva, o Lula.

Naquele mesmo dia seria lançada e espalhada a Carta de Princípios redigida pelos sindicalistas Paulo Skromov, Jacó Bittar, Henos Amorina, Wagner Benevides e Robson Camargo.
Lia-se:
“O Partido dos Trabalhadores entende que a emancipação dos trabalhadores é obra dos próprios trabalhadores, que sabem que a democracia é participação organizada e consciente e que, como classe explorada, jamais deverão esperar da atuação das elites privilegiadas a solução de seus problemas.”

Nos últimos anos o “01 de maio” se tornou uma data quase escondida, uma pálida lembrança da data,  dos dias de lutas, perdida, tímida, negada por uma ilusão conciliatória.
Mas a história indica que a diferença de classes sempre prevalece e a “busca por soluções dos problemas da classe trabalhadora” está viva e mais presente do que nunca nesse “01 de maio de 2016.”
Talvez, tenhamos que rever e reler a emblemática “Carta de Princípios de 1979”, um dos documentos fundantes do “Partido dos Trabalhadores, para ressignificar a luta e compreender melhor a tarefa do presente.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: